5 de abr de 2011

Emicida tem problema com visto e pode não tocar em festival nos EUA

Uol.com


Escalado para o Coachella, um dos mais importantes festivais de música dos Estados Unidos, o rapper brasileiro Emicida corre risco de não se apresentar no evento. Ele e a banda CSS seriam as únicas atrações do Brasil, além dos DJs Twelves e Marky.

Na última sexta-feira, o produtor do rapper, Evandro Fióti, enviou uma mensagem aos fãs de Emicida comunicando que ele não havia conseguido embarcar a tempo para seu primeiro show nos EUA, que aconteceria no sábado (2).

Segundo Fióti, Emicida vem enfrentando problemas com o visto desde que foi escalado para o festival --sua apresentação está marcada para o primeiro dia do evento (próximo dia 15). Ele também deveria gravar um EP com uma dupla de produtores de Nova York (o que muda a configuração do visto do rapper).

De acordo com o produtor, até o senador Eduardo Suplicy foi acionado por meio de amigos em comum para tentar ajudar o rapper a obter o visto, sem sucesso.

"Na semana passada, encontramos um advogado de Los Angeles que cobra US$ 11.500 para conseguir os documentos e leva 15 dias úteis, mas o visto pode chegar antes", diz Fióti à Folha.

"Mas não temos esse dinheiro, por que a organização do festival só paga o cachê. Eles não pagam as passagens de avião, hospedagem e alimentação. A grana que eles pagam você usa para se manter lá", conta o produtor, que agora pretende contar com a ajuda de amigos ou da própria organização do festival para pagar as despesas com o visto.
 Segundo Fióti, o pedido de visto de Emicida segue em aberto --não foi concedido, nem cancelado.

Leia abaixo o comunicado que foi enviado pelo produtor de Emicida aos fãs.

"O rapper Emicida e seu selo, Laboratório Fantasma, vem a público esclarecer a razão de não termos comparecido ao primeiro show nos Estados Unidos, da turnê cujo maior destaque seria a participação no

Coachella, um dos maiores festivais do planeta.
Infelizmente, devido a entraves burocráticos de ordem financeira --e vale ressaltar, caros para o bolso dos envolvidos-- Emicida e uma trupe de mais seis pessoas não conseguiram embarcar nesta sexta, 1º de abril (notem: isso não é uma piada), para os Estados Unidos.

Porém, este contratempo em relação ao visto ainda pode ser revertido. Difícil, mas estamos lutando para resolvê-lo e esperamos conseguir ao menos realizar a viagem a tempo do Coachella --um sonho para todos os envolvidos-- e da gravação do EP do Emicida com K-Salaam & BeatNick (dupla de produtores de Nova York).

Nos desejem sorte, pois o tempo não esta a nosso favor nesse momento!

A rua é noiz!"


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails