19 de abr de 2011

Tsunami de cocô deixa oito feridos



meiahora.com
Tanque de estação se rompe e despeja 5 milhões de litros de esgoto em Niterói
O rompimento de um tanque de uma estação de tratamento da Águas de Niterói provocou uma tsunami de esgoto, que deixou oito feridos no início da tarde de ontem, no bairro Ponta da Areia. Moradores que estavam nos arredores da Praça Doutor Azevedo Cruz foram surpreendidos pela onda formada por até 5 milhões de litros de esgoto, tão forte que arrastou carros.
Por causas ainda desconhecidas, a parede de 7 metros do tanque de aeração da estação, que trata o esgoto das zonas central e norte de Niterói se rompeu. A força da onda foi tão grande que arrastou cerca de dez carros, destruiu um muro e a área de lazer da praça, antes de invadir a rua Visconde do Rio Branco e outras paralelas, como a Coronel Miranda, onde muitos moradores almoçavam num bar.


Segundo testemunhas, a água chegou a formar uma onda de mais de entre um metro e um metro e meio. "Era um tsunami de esgoto. Minha neta quase se afoga com esta água. Vou processar os responsáveis", diz Selma Oliveira Pinheiro, 56 anos, que inaugurou uma reforma do estabelecimento semana passada.
A maioria dos feridos eram frequentadores do bar - entre eles a neta de Selva, Clara, de dois anos e meio - e um grupo que jogava cartas numa praça em frente à estação. "Fui arrastado para o outro lado da rua", disse o contador Ubirajara da Costa Vieira, que ainda levou 3 pontos no supercílio esquerdo. Os outros sete feridos tiveram suspeita de fraturas, escoriações ou beberam água. Todos foram levados para o Hospital Azevedo Lima.
Parentes de um idoso ferido reclamaram que ele foi liberados sem curativos e optaram por levá-lo para um hospitais particular.
Vítimas indenizadas
A Águas de Niterói garantiu que vai ressarcir os prejuízos e indenizar as pessoas afetadas pelo acidente e que acompanha a recuperação dos feridos. Segundo o diretor da empresa, Dante Visigoto, as causas do rompimento da parede do tanque ainda estão sendo apuradas.
O reservatório era usado para armazenar esgoto que passava pela fase de tratamento chamada aeração. Ele tinha aproximadamente 40 metros de comprimento, 7 de altura e entre 15 e 20 de largura. A empresa informou que, apesar do acidente de ontem, tem condições de manter o esquema de tratamento de esgoto de Niterói e prometeu que a praça destruída será recuperada rapidamente. O reservatório deve ser reparado em 90 dias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails