11 de mai de 2011

Primeiro beijo gay da história da TV brasileira vai ao ar hoje.

O SBT colocará no ar na noite desta quarta-feira (11) algo que ninguém teve coragem de exibir até hoje: um beijo gay. A cena irá ao ar no último bloco da capítulo de “Amor & Revolução” e envolverá as personagens de Luciana Vendramini e Gisele Tigre. Pode ser apenas o começo de um relacionamento mais, digamos, quente entre as duas, já que está aberta a possibilidade de uma sequência de amor entre as duas, na cama – nada explícito, claro, antes que os mais afoitos se exaltem.

Há quem diga que o toque entre lábios do mesmo sexo já ocorreu na TV Tupi, em 1963, num teleteatro chamado “Calúnia”. A cena teria envolvido Geórgia Gomide e Vida Alves, mas não foi registrada e não existe hoje. Vida Alves, aliás, pode levar o título de grande beijoqueira da televisão nacional porque foi pioneira duas vezes: deu o primeiro beijo hetero e homossexual.

Nos últimos anos, uma parcela dos espectadores tem vivido com apreensão esse momento, esperando o dia em que o tão esperado beijo vá ao ar. Alguns atores da Globo bem que tentaram, mas deram com a cara na porta. Os primeiros casais homossexuais bem aceitos nas novelas surgiram no final dos ano 80 e começo dos 90. Em “Vale Tudo”, Cristina Prochaska perdia a companheira e chegava a disputar sua herança. Em “A Próxima Vítima”, André Gonçalves e Lui Mendes foram um par bem aceito pelo público, mas que apenas se abraçava enquanto outros personagens se beijavam na mesma cena. Já em “Torre de Babel”, a audiência ficou tão chocada de ver duas mulheres dividindo a mesma cama que a solução foi matar as personagens de Silvia Pfeiffer e Christiane Torloni – uma das atrizes voltou depois à trama.

Fonte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails