3 de jul de 2011

Wanderlei Silva leva nocaute com 27s em retorno ao UFC


terra.com
O tão esperado retorno de Wanderlei Silva ao UFC (Ultimate Fighting Championship) após 16 meses afastado por uma série de lesões acabou sendo um pesadelo para o brasileiro. Precipitado no octógono, o curitibano de 34 anos - completa 35 neste domingo - foi nocauteado pelo americano Chris Leben com apenas 27 segundos do primeiro round neste sábado, no UFC 132, somando sua quarta derrota em seis lutas no principal evento de MMA (Artes Marciais Mistas, em inglês) do planeta.

A atmosfera de euforia a favor de Wanderlei no MGM Grand Garden Arena, em Las Vegas (EUA), deixou o "Cachorro Louco" muito empolgado antes do quarto embate do card principal da noite, válido pela categoria peso médio. Com dois lutadores famosos pelo estilo agressivo e pelo alto poder de nocaute, já era esperado que o confronto não chegasse aos três rounds completos; o que se viu, porém, foi um brasileiro afobado demais.

Wanderlei partiu para cima de Leben assim que o início do primeiro assalto foi sinalizado, e o americano não fugiu da trocação franca de golpes. Apostando no boxe, o curitibano adotou a tática de ataque ininterrupto e chegou a acertar um bom soco no rosto do rival, mas errou os golpes seguintes e permitiu que o americano o agarrasse no clinch; desta posição, recebeu um upper forte no queixo e "desmontou" no chão, sem condições de prosseguir.

O clima de incredulidade tomou conta da torcida em Las Vegas, enquanto Leben corria extasiado pelo octógono para comemorar a vitória. O americano vinha de derrota para Brian Stann em janeiro e também precisava de um resultado positivo para revitalizar a carreira. Já Wanderlei deu continuidade à fase sem brilho, distante dos momentos de glória vividos na década passada, quando virou estrela mundial do MMA lutando no Pride, evento realizado no Japão e posteriormente comprado pelo UFC.
 
Siver vence luta polêmica e rival deixa octógono revoltado

Na terceira luta do card principal, o alemão Dennis Siver conseguiu uma polêmica vitória por pontos sobre o americano Matt Wiman, pela divisão dos leves. Apesar de apanhar muito no segundo round e sair com um gigantesco corte na testa, que o deixou com o rosto coberto de sangue, o europeu ganhou os outros dois assaltos na opinião dos juízes, que deram a ele o triunfo por decisão unânime, com um triplo 29-28.

Após o anúncio do vencedor, Wiman fez cara de incrédulo, atirou o boné no chão e saiu do octógono sem cumprimentar o oponente. O combate, porém, foi bem equilibrado e difícil de julgar. Wiman levou a melhor no wrestling no segundo round e massacrou Siver no chão com os cotovelos, mas o alemão reagiu no terceiro assalto, defendendo bem as quedas e tentando ser agressivo com seus característicos chutes altos.

Com a vitória, Siver, 32 anos, chega ao quarto triunfo consecutivo na divisão dos leves, cujo campeão é o americano Frankie Edgar. Já Wiman, que também vinha de três vitórias seguidas na categoria, teve a sequência quebrada e vê muito distante uma eventual disputa pelo título.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails