4 de ago de 2011

Giovani Cherini anuncia que irá desistir de processo contra Tonho Crocco

Correiodopovo:

Pressionado pela opinião pública e sem o respaldo da classe política, o deputado federal Giovani Cherini (PDT) sinalizou que deverá solicitar a retirada da ação de crime contra a honra que tramita no Juizado Especial Criminal (Jecrim) contra o músico Tonho Crocco, compositor da canção “Gangue da Matriz”. O rap é carregado de críticas aos 36 deputados estaduais que, em dezembro passado, aprovaram aumento de 73% nos seus salários. “A audiência conciliatória só vai acontecer se houver o interesse das duas partes. E eu não tenho nenhum. Está decidido”, afirmou Cherini, que até 31 de janeiro de 2011 presidiu a Assembleia Legislativa.

O pedetista afirmou que poderá oficiar o Ministério Público e o Judiciário sobre o desinteresse no andamento do processo, que terá uma audiência de conciliação no dia 22. “Se eu for chamado, vou comunicar que não tenho interesse”, afirmou Cherini, citando a possível convocação da sua presença no Fórum de Porto Alegre na condição de vítima. Apesar do recuo, o deputado diz não se arrepender e mantém a avaliação crítica sobre a música de Crocco. “Na minha forma de ver, ele não raciocinou sobre os limites da liberdade de expressão. Não cometi nenhuma injustiça”, avaliou.

Desgastado após o bombardeio de críticas e sentindo-se sufocado pelas sucessivas entrevistas, Cherini resolveu desabafar. Ele demonstrou profunda mágoa com o presidente atual da Assembleia, Adão Villaverde (PT). “Estou muito chateado com a posição dele. Ele não tem que julgar a minha conduta como presidente. Não é justo. Ele tem que me respeitar como deputado e cidadão”, disparou. O pedetista avançou e disse que há interesses em jogo. “Tem gente ganhando e muito com isso tudo. A vida é assim, as vezez se pisa em cima dos outros para subir”, insinuou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails