20 de out de 2011

Kadafi está morto, anuncia premiê de governo interino da Líbia

O primeiro-ministro do Conselho Nacional de Transição (CNT), Mahmoud Jibril, confirmou nesta quinta-feira que o líder deposto Muamar Kadafi, de 69 anos, foi morto na Líbia. Kadafi, que se agarrou ao poder por 42 anos até que fosse deposto por sua própria população em um levante que se tornou uma sangrenta guerra civil, foi morto por forças revolucionárias durante a queda de Sirte, sua cidade natal, o grande último bastião de resistência desde a queda do regime, há dois meses.



"Esperávamos por esse momento há muito tempo. Muamar Kadafi foi morto", disse Jibril durante uma coletiva na capital do país, Trípoli. De acordo com o premiê, o presidente do CNT, Mustafa Abdel Jalil, declarará a libertação da Líbia ainda nesta quinta-feira ou o mais tardar na sexta.
Na coletiva, Jibril também pediu que a Argélia entregue os membros da família de Kadafi que se abrigaram no país. A mulher do líder deposto, assim como três de seus filhos - Aisha, Muhammad e Hannibal - fugiram para a Argélia em agosto. Saadi, outro filho de Kadafi, abrigou-se em setembro no Níger. A Interpol emitiu um mandado de prisão contra ele a pedido do CNT.



Além da morte de Kadafi, Abdel Majid Mlegta, autoridade do CNT, disse à Reuters que Mutassim, outro filho do Kadafi, morreu durante a captura do pai. "Ele tentava retaliar e resistir aos combatentes", disse. Há relatos conflitantes sobre o paradeiro de Saif al-Islam, sempre apontado como sucessor de Kadafi.
À rede de TV árabe Al-Jazira, uma autoridade do governo interino afirmou que ele ainda estaria foragido no deserto da Líbia. Posteriormente, surgiram informações de que ele, que teria tentado fugir de Sirte em um comboio, estava cercado e sob ataque. Já a rede Al-Arabyia afirmou que ele foi morto.
Outros dois filhos de Kadafi foram mortos previamente. A morte de Khamis em um confronto perto de Trípoli foi confirmada por uma rede pró-Kadafi nesta semana. O filho mais novo de Kadafi, Saif al-Arab, foi morto em um ataque aéreo da Otan em abril. (...)

A reportagem pertence ao Ig =)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails