27 de fev de 2012

Após 20 anos Schumacher assume culpa por acidente com Ayrton Senna



Demorou 20 anos, mas Michael Schumacher finalmente contou o que aconteceu após um acidente entre ele e Ayrton Senna. Em 1992, em Magny Cours, os carros dos dois colidiram, e o brasileiro chamou o alemão para uma conversa, que nunca teve seu conteúdo divulgado para a imprensa. Mas agora Schumacher disse o que aconteceu e ainda assumiu a responsabilidade pelo acidente.

"Foi sim uma discussão interessante. Sem dúvida, a culpa pelo que aconteceu ali foi minha. Como já tínhamos tido algumas discussões no início daquele ano, e eu havia reclamado não só para ele, mas também para a mídia, o principal motivo de ele ter vindo falar comigo foi para pedir que, se tivéssemos algum problema no futuro, deveríamos conversar pessoalmente, e não reclamar para a imprensa. E ele estava certo: nem tudo pertence à mídia", afirmou Schumacher.

O alemão contou isso em resposta para internautas que participaram da campanha "Senna Tri. Uma conquista inspira a outra", realizada pelo Instituto Ayrton Senna. Além de contar sobre esse acidente, Schumacher também voltou a elogiar Ayrton Senna e até disse que aprendeu a pilotar melhor com ele.

"A forma como ele (Senna) usava o acelerador era muito especial, e eu aprendi muito sobre a maneira de se adaptar a qualquer circunstância, a qualquer momento. Ayrton era mestre nisso e, sem dúvida alguma, observar isso me ajudou muito", afirmou Schumacher.

Mas na entrevista o alemão também lembrou de uma vitória sobre Senna. "Uma das corridas (com Senna) foi o GP do Brasil de 1994, nós dois tínhamos carros excelentes. E a briga que tivemos na pista foi muito intensa e afiada, e eu acabei sendo o feliz vencedor daquela corrida. Acho que o Ayrton chegou a rodar e, sim, fiquei muito orgulhoso por tê-lo derrotado, correndo na sua própria casa e por vencer a corrida", orgulhou-se.

terra.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails